sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O Brasil na Copa do Mundo de 1958

1958: Mundial da Suécia. O futebol brasileiro chega ao auge, pela primeira vez, graças à ousadia de um treinador e o talento de dois jovens jogadores. Vicente Feola desafiou as críticas e levou para a Copa um jovem de 17 anos, além de um jogador de 24 anos que tinha as pernas tortas, mas jogava um futebol desconcertante. Garrincha e Pelé, os dois funcionavam como uma dupla imbatível, era uma magia que faltava para o futebol brasileiro conquistar de vez o mundo. Era o início da trajetória de glória. Vitória sobre a Rússia, Gales, França... até chegar a grande final contra os anfitriões do Mundial. Um jogo que entrou para a história do futebol, com direito a chapéu no meio da área adversária e um gol inesquecível. E no gesto imortal do capitão Bellini, o Brasil de Todas as Copas finalmente chega ao topo do mundo.
Brasil das Copas - Copa de 1958: TV Brasil
Cartaz oficial da Copa do Mundo de 1958, na Suécia
país sede - Suécia;
campeão - Brasil;
vice - Suécia

Nenhum comentário: