quarta-feira, 3 de outubro de 2012

O presente como história: escrever a história de seu próprio tempo

Já se disse que toda história é história contemporânea com uma fantasia. Há alguma verdade nisso. O grande Theodor Mommsen escreveu sobre o Império Romano como um liberal alemão da safra de 48, refletindo também sobre o novo Império Alemão. Por trás de Júlio César, percebemos a sombra de Bismarck. Ainda assim, uma coisa é escrever a história da Antiguidade Clássica, ou das Cruzadas, ou da Inglaterra dos Tudor como precursora do século XX, como todos os historiadores destes períodos devem fazer, e outra bem diversa é escrever a história de seu próprio tempo. Confira a matéria completa em .pdf no link aqui!
Revista Novos Estudos

Nenhum comentário: